Joe Beck, pequena parte da história.

Entrevista com Joe Beck

Quando Johnny Beck mudou-se para Nova York em meados dos anos 60 tudo o que queria era tocar jazz mas o destino interveio e o lançou em uma carreira de estúdio que incluía tudo desde gravações com Mile Davis e os montgomerys até projetos como Out and the Funk e rock in Country Com saBicas o astro do Flamengo nunca fui capaz de entender porque acabei fazendo coisas tão diversificadas admite o cinquntão, acho que nunca fui bom apenas em rock clássico ou Jazz Era bom o bastante para tocar um pouco de tudo.

Nos anos 60 e 70 você não tinha ideia do que teria de enfrentar no estúdio poderia ser qualquer coisa da música grega muito rápida ao Country metálico ou aos acordes de Hendrix gostava de tocar tudo isso desde que não tivesse de fazê-los todos os dias o dia todo a verdadeira identidade musical de Joe transparece Em seu novo álbum Fire Painting em parceria com o saxofonista Bill Evans o baixista marketing e Danny gottlieb na bateria ele manuseia nove originais e uma standard o disco é dedicada a mente contemporânea como Deixa claro a batida funk e os trabalho de  soul Uma Incrível balada com brilhantes passagens de corda mas por trás disso existe o estilo The Way Simon engordei e Jorge Eva apps suas duas maiores influências seguir os exemplos de leis em praticamente todo o disco usando o dedão para tons incorporados e sua habilidade para se prevenir contra as palhetadas Que considera Clichês ele gravou com uma guitarra elétrica construída pelo Luthier John dahlback em 1951 John se ofereceu para fazer a guitarra Para Dom Arnoni um gênio entre os guitarristas explica Joe Jackson Nunca havia Detonado uma de suas top arranjou um corpo mais barato fecho os buracos para os picapes refez o suporte e instalou o seu próprio braço e types não atendeu para um cara que eu conhecia E como eu estava interessado a comprei no final dos anos 60 back teve a honra de gravar com o ex uma das canções produzidas por Grey Taylor e se lembra das gêmeas que fez com o ex era realmente inspirador ways era capaz de dizer mais em duas notas do que muitas pessoas em dúzias.

     

 

Ninguém jamais havia tocado daquela forma e ele e George van EPS disseram tudo sobre guitarra Jessie Joe considera rock encontra com fábricas o trabalho mais louco de sua carreira um dos discos de guitarra mais chocante da década de 60 era completamenteDoido mas fez um estardalhaço sabe o que é o músico mais inflexível com quem já trabalhei ele podia tocar uma peça em apenas uma velocidade era como se você ligasse na tomada e começasse a desejar notas sem ter a menor noção do que estava acontecendo ao seu redor o que fazia não era improvisado mas absolutamente planejado e perfeitamente executado tinha um controle inacreditável sobre o instrumento mas era quase impossível para ele dar com os punch. Para terminar seu irmão tocava rhythm Guitar e parecia que eles eram siameses mas de todos os grandes músicos com quem Beck tocou, Ao contrário do que dizem a seu respeito Mendes era divertido fui o primeiro guitarrista que ele usou um dois álbuns que fiz com ele foi Circles in the round com reboque Tom Carter Wayne shorter e Tony Williams naquele tempo me diz não tinha a menor ideia do quanto eu podia tocar então eu usei a camisa e entrei de cabeça. Mais tarde quando ele tocou com externo Scofield descobriu o que realmente queria do instrumento mas o que fiz com ele foi mais ou menos inútil do ponto de vista musical.

No início dos anos 70 Becker parou de tocar guitarra e foi trabalhar em uma fazenda mudança radical para o rapaz de Filadélfia viver em Nova Iorque tornou-se muito violento por causa das drogas então ordenha em vacas durante uns 2 anos . Quando voltei gravei vários discos para o CTI e comprei minha própria fazenda e acabei vendendo logo depois.  não espere que eu volte aquela inutilidade. Naquela brincadeira em que alguém pergunta ao fazendeiro o que ele vai fazer com o dinheiro que ganhou na Loteria e ele diz que é melhor voltar para Fazenda antes que a grana suma.

hoje além de manter a carreira solo Becker dirige sua própria companhia a code Blocks que produz músicas para televisão e comerciais de rádio dez anos atrás era normal fazer de 15 a 20 gravações por semana ele diz agora fico sem fazer uma durante meses recomecei o processo de arranjar e compor tudo é uma sequência Estou tocando baixo piano e bateria outra faceta de sua empresa é divulgar na internet as guitarras sadowsky cordas La Bella Liss tem e Al Di meola.